Chocolate, minha paixão, abrir a caixa, minha tristeza

Eu sou quase um chocólatra, sabe como funciona, sempre negar o vício, por falar em vício a Bel de Goiás, conta como virou uma chocólatra. Na verdade, estou publicando este texto para fazer uma reclamação sobre o sistema de abertura das caixas de chocolate, esta reclamação se aplica a praticamente todas as marcas, não só a da garoto, que ilustra este texto, mas também nestlé, lacta, e outras que seguem o mesmo esquema de abertura.

Para chegar até o chocolate geralmente temos que travar uma verdadeira batalha com a caixa, rasgar, furar, amassar, puxar, rebentar, alguma coisa deste tipo deve ser feito para abrir a caixa de bombom, caso contrário, esqueça.

Primeiro é a dificuldade de tirar aquele plástico que recobre a caixa, depois a caixa propriamente dita deve ser rasgada ou enfiar o dedo, (epa…) para soltar a tampa sem rasgar, claro, correndo o risco de cortar o dedo nas bordas do papelão ou na cola seca.

A vontade de comer o bombom é maior do que qualquer dificuldade encontrada, pode até ser por isso que colocam tantos obstáculos para abrir as caixas de chocolate, estratégia de promoção do produto, assim, quando chegamos aos pedaços preciosos envoltos em papel brilhante e colorido quase soltamos um grito de vitória por termos tido acesso ao produto maravilhoso.

Realmente gostaria que verificassem esta metodologia de abertura das caixas de chocolate, prometo que compro, em vez de três, quatro caixas por semana. Menos, menos.

 

Para não dizer que eu reclamei e não apresentei nenhuma solução, aqui vai. Poderiam colocar naquele plástico externo uma daquelas fitas vermelhas que já existe em outros produtos, quando puxado abre o plástico. E quanto a caixa poderia ser colocado uma pequena aba na lateral, (para puxar) e uma faixa picotada, ao longo da tampa, como no modelo, ou algo parecido com isso. Obrigado. Abraço.

No Responses

  1. Pingback: Silvano Vilela

Leave a Reply